Energia Solar Para Residências: Como Funciona?

Tempo de leitura: 2 minutos

Ainda não sabe como a energia solar pode fazer parte do seu dia-a-dia? Neste artigo você irá aprender na prática, o passo a passo de como a energia solar funciona. Vamos lá!

Antes de tudo, você precisa saber o fundamento básico da energia solar. Trata-se de uma energia produzida que utiliza o Sol. Por meio de um sistema fotovoltaico é possível captar na luz solar, pequenos feixes de energia que são chamados de fótons, sendo esse sistema responsável por converter o que é captado em energia elétrica pronta para ser usada em residências.

Passo a passo de como funciona a energia solar residencial

Esquema de funcionamento – painel solar

1. Os painéis solares (estrutura fabricada a partir de materiais semicondutores) instalados sobre o telhado ou em outra área plana livre de sombras, ficam conectados uns aos outros e também a um inversor solar, que será o primeiro destinatário da energia captada.

2. O inversor transforma a corrente contínua (CC) da energia solar em uma corrente elétrica alternada (CA). Essa corrente já convertida é a energia elétrica que pode ser usada nos pontos de luz de sua casa.

3 – A corrente elétrica chega ao quadro de luz. Ou seja, o fóton que saiu do sol, passou pelo painel solar e pelo inversor, agora é, de fato, a energia que liga sua TV, computador, lâmpadas e qualquer utensílio à base de energia que você for usar.

Economia gerada pela luz solar fotovoltaica

A economia é uma das principais vantagens da luz solar. Depois de ter instalado um sistema fotovoltaico em sua residência, seu consumo se torna autossuficiente. Toda a captação de energia servirá, em primeiro momento, ao consumo de sua residência, lhe deixando quase totalmente isento das tarifas de luz, exceto pelas taxas mínimas que variam de região e rede distribuidora.

Passo a passo de como funciona a economia com a luz solar

1- A instalação do sistema de energia solar troca o relógio de luz antigo por um relógio bidirecional, que mede a entrada e a saída de energia. Esse equipamento registra a energia da rua que é consumida quando não tem sol e a energia solar gerada em excesso quando há uma produção maior que o consumo e é injetada na rede da distribuidora.

2- A energia solar que vai para a rede vira crédito de energia. Ele é medido em kWh. Para cada kWh gerado em excesso pelo seu sistema solar fotovoltaico você recebe 1 crédito de kWh para ser consumido nos próximos 60 meses.

3 – Ao fim do mês, você irá receber a sua conta de luz, contendo informações de quanta energia consumiu e quanta energia injetou na rede. Como os clientes da Bom Tempo Solar costumam ter uma produção maior que o consumo, você também terá créditos de energia, garantindo mais economia para o seu bolso!

Leia também: Em quanto tempo você recupera o investimento em energia solar?

Gostou do conteúdo? Esperamos ter respondido suas dúvidas. Siga nossas redes sociais Facebook eInstagram para mais conteúdos como esse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *